Biografia


Maria Augusta Ramos é uma diretora de cinema reconhecida e premiada internacionalmente. Em 2014, recebeu o Prêmio Marek Nowicki outorgado pela Helsinki Foundation of Human Rights pela sua obra.
Seus documentários foram exibidos nos mais importantes festivais de cinema e documentário do mundo, incluindo retrospectivas organizadas no Festival Internacional de Cinema de Mar de Plata na Argentina, no Watch Docs Int. Documentary Festival na Polônia e na Semana dos Realizadores no Rio de Janeiro. Maria Augusta Ramos se formou em música na Universidade de Brasília e cinema na Netherlands Film and Television Academy, em Amsterdã.

Seu primeiro longa-metragem, BRASÍLIA, UM DIA EM FEVEREIRO (1995) recebeu o Prêmio do Júri no Festival de Documentários ‘É tudo verdade’.Seu filme DESI (2000) recebeu o ‘Bezerro de Ouro’, prêmio mais importante do cinema holandês. Foi também vencedor do Prêmio de Público no Festival Internacional de Documentários de Amsterdã (IDFA) em 2000, festival considerado a Cannes do cinema não-ficcional. JUSTIÇA (2004) foi exibido em mais de 50 festivais internacionais e recebeu 9 prêmios, entre eles: o Grand Prix, prêmio de melhor filme, no Festival Internacional de Cinema ‘Visions du Réel’, na Suiça; Grand Prize no Festival Int. de Documentários de Taiwan; La Vague d’Or de melhor filme no Festival Internacional de Cinema de Bordeaux, França; Prêmio da Anistia Internacional no CPH Dok – Festival Int. de Documentários de Copenhagen, e o Prêmio de Melhor Filme no Play-Doc – Festival Internacional de Documentários de Tui, Espanha.

JUÍZO (2013), foi exibido no Festival internacional de Locarno (Competição ‘Cineastes du Present’ ), em Rotterdam, na Viennale, no IDFA e em outros festivais internacionais. JUIZO recebeu o Prêmio da FIPRESCI de melhor filme no DOK Leipzig -Festival Int. de Documentário e Animação na Alemanha e os Prêmios de Melhor Filme no One World Int. Documentary Festival em Praga e no Watch Docs Int. Film Festival em Varsóvia.
MORRO DOS PRAZERES (2013), foi exibido no Festival de Rotterdam, no ‘Cinema du Reel’ (Paris), no HOTDOCS (Toronto) , entre outros. Recebeu os prêmios de melhor direção, melhor fotografia e melhor som no 46o. Festival de Cinema de Brasília.

Filmografia

ALVO
2017, 23 minutos, HD vídeo
Roteiro e direção
Uma co-produção Casa de Cinema de Porto Alegre e Sportv, Brasil

FUTURO JUNHO
2015, 95 minutos, HD
Roteiro, direção e produção executiva
Uma co-producão Nofoco Filmes, Selfmadefilms e VPRO TV, Brasil/Holanda
Prêmio de Melhor Filme no VIII Janela Internacional de Cinema de Recife
Prêmio de Melhor Direção no Festival do Rio.

SECA
2015, 90 minutos, HD
Roteiro, direção, produção executiva
Uma produção Nofoco Filmes
“Merit Prize” – Prêmio especial do Júri no Taiwan Int. Documentary Film Festival
Seleção oficial do Festival “Visions du Reel’-Suiça, Festival Doc. Buenos Aires, Vienna Int. Human Rights Film Festival, 33º Festival International du film d’environnement, França

RITOS
2014, 15 minutos, HD video
Roteiro, direção, produção executiva
Uma produção da Casa de Cinema, Nofoco Filmes e SPORTV
Brasil

MORRO DOS PRAZERES
2013, 90min., HD video
Roteiro, direção, produção executiva
Uma co-produção Nofoco Filmes, Keydocs e VPRO TV, Brasil/Holanda
Prêmios de melhor direção, melhor fotografia e melhor som no 46o. Festival
de Brasília

INESPERADO
2011, 45 min., HD video
Roteiro e direção
Uma co-produção Selfmadefilms e Human TV, Holanda

JUÍZO
2007, 90 min., cor, 35 mm
Roteiro, direção, edição e co-produção
uma produção NOFOCO FILMES e DILER&ASSOCIADOS, Brasil

Prêmio da FIPRESCI (Confederação Internacional de Críticos de Cinema) no DOK Leipzig- Festival Internacional de Documentários e de Filmes de Animação de Leipzig, Alemanha (2007).
Grand Prix de melhor filme no One World Int. Doc. Festival, Praga, República Tcheca (2008)
Grand Prix de melhor filme no Watch Docs Int. Doc. Festival, Polônia (2008)

DESIGNING FOR PLEASURE
2006, 50 min., cor, vídeo digital
Direção e produção executiva
uma produção Stichting Architecture Manifestaties, Holanda


JUSTIÇA
2004, 100min., cor, 35mm
Roteiro e direção
uma co-produção Limite Produções, Selfmade Films e NPS Television, Holanda/Brasil
‘Grand prix’ de Melhor Filme no Festival Internacional de Documentário ‘Visions du Réel’ em Nyon, Suiça (2004)
Prêmio ‘La Vague d’Or’ de Melhor Filme no Festival Internacional de Cinema de Bordeaux na França, out/2004
Prêmio da Anistia Internacional no Festival Internacional de Documentários de Copenhagen, Dinamarca (2004)
Menção Especial do Júri no Festival Internacional de Cinema Documental de Lisboa, Portugal (2004)
Prêmio de Melhor Filme (Grand Prize) no Festival Internacional de Documentário de Taiwan, Taiwan (2004)
Prêmio de Melhor Diretor no Festival Internacional de Cinema de Santiago, Chile (2005)
Melhor Filme no Play-Doc – Festival Internacional de Documentários de Tui, Espanha (2005)
Dirk van der Sypen Award – prêmio de melhor documentário em 2005, Bélgica
LASA Award of Merit in Film, Latin American Studies Associations, USA (2006)

RIO, UM DIA EM AGOSTO
2002, 52 min, cor, vídeo digital
Roteiro e direção
Uma co-produção Pieter van Huystee Film e Humanist Broadcasting Foundation

Prêmio GNT no Festival internacional de Documentário ‘É tudo verdade’ (2003)

DESI
2000, 90 min., color, 35mm
Roteiro e direção
Uma co-produção Pieter van Huystee Film e VPRO Television

Prêmio de Público no Festival Internacional de Documentário de Amsterdã, Holanda (2000)
Vencedor do Bezerro de Ouro de Melhor Documentário no Festival de Cinema Holandês (2001)

THE SECRET OF THE VIBRATO
1999, 25 min., color, video
Roteiro, direção e produção executiva
uma produção VPRO Television, Holanda

BUTTERFLIES IN YOUR STOMACH
1998, 90 min. (6 curtas de 15 min. cada), cor, 16mm
Roteiro e direção
uma produção VPRO Television, Holanda
Prêmio de Grote Kinderkast-televisieprijs para a categoria não-ficção no Festival Cinekid 1999

TWO TIMES AT HOME
1996, 16 min., color, 16mm
Roteiro, direção e produção executiva
uma produção VPRO Television, Holanda

BRASILIA, UM DIA EM FEVEREIRO
1995, 72 min., color, 35mm
Roteiro, direção e produção executiva
uma co-produção NFTA e Fundação Athos Bulcão, Holanda/Brasil

Prêmio Especial do Júri de “Renovação de Linguagem” no Festival Internacional de Documentário ‘E tudo verdade’ (1996)

BOY AND ALEID
1994, 50 min., color, 16mm
Roteiro, direção e produção executiva
uma produção NFTA, Holanda
“Eu acho que eu quero dizer é..”
1993, 40 min., color, 16mm
Roteiro, direção e produção executiva
uma produção NFTA, Holanda

– Indicado para o Prêmio Ogawa Shinsuke no Festival Internacional de Documentário de Yamagata, Japão (1995)